Paralisia do sono é normal? Como enfrentar esse distúrbio

paralisia-do-sono

O que é a Paralisia do Sono

Alguma vez acordou e não conseguiu mover nenhuma parte do corpo? Você não é o único, essa experiência é comum! As pessoas que passam por essa experiência a que chamamos paralisia do sono descrevem-na como uma sensação assustadora em que se sentem presos, tentam mover ou falar e não conseguem e acontece quando tentam adormecer ou quando estão despertando.

O que assusta muitas pessoas é o facto de estarem conscientes do que se passa mas são incapazes de se mexer. Esse fenômeno dura apenas alguns segundos ou minutos e pode ser acompanhado por outras sensações como por exemplo uma pressão sobre o peito, uma sensação de asfixia ou até alucinações – o que torna a experiência mais assustadora.

A paralisia do sono é o sintoma de um problema grave?

Muitas pessoas ficam com a sensação que a paralisia do corpo pode ser algo grave ou pode estar relacionada como fenômenos paranormais ou espirituais.

Pode ficar descansado, os especialistas do sono acreditam que na maioria dos casos esse distúrbio é o resultado de um mecanismo normal do nosso cérebro. Durante a fase do sono REM ou sono profundo o cérebro usa um mecanismo que paralisa todos os músculos do nosso corpo, chamado de “atonia REM”.

A “atonia REM” existe para preservar sua integridade física. Durante essa fase o cérebro fica muito ativo e se esse mecanismo não “paralisasse” seus músculos enquanto dorme, você poderia acabar se machucando durante o sono.

Esse mecanismo está relacionado com a paralisia. Algumas vezes o cérebro acorda do sono mas a paralisia dos músculos continua por alguns momentos. É por essa razão que as pessoas estão completamente conscientes e despertas mas ainda incapazes de se mover – você pode “sonhar acordado” e por isso muitas pessoas sofrem alucinações o que torna a experiência mais assustadora.

No entanto, em alguns casos a paralisia ocorre quando a pessoa está a adormecer e se for um fenômeno frequente pode ser um sintoma da narcolepsia. Saiba mais: Narcolepsia sintomas.

Tratamento

Na maioria dos casos esse distúrbio não requer tratamento, pois como foi referido acima ela faz parte de um acontecimento normal do nosso cérebro que por vezes fica desregulado. Sendo um fenômeno que não apresenta riscos para a saúde existe pouca investigação científica sobre métodos de tratar ou lidar com essa condição.

No entanto, com base na pesquisa disponível sobre a condição, existem algumas mudanças no estilo de vida que podem ajudar a controlar e prevenir o problema:

Tenha uma rotina do sono fixa – tente adormecer e acordar todos os dias à mesma hora;

Melhore seus hábitos de sono – durma pelo menos 7 horas por dia;

Trate problemas como insônias, ansiedade e estresse – esse tipo de problemas interferem com o ciclo e qualidade do seu sono;

Estimulantes do sono e antidepressivos podem ajudar – em alguns casos medicação pode ajudar a regular os ciclos do sono, no entanto, devem ser sugeridas pelo seu médico;

Trate outras doenças do sono – se por acaso a paralisia for o sintoma de outra condição (narcolepsia) e acontece frequentemente ao adormecer, você deve procurar ajuda de um especialista para tratar esse problema.

Como lidar com esse problema

A paralisia do sono é bastante pessoal. Algumas pessoas desenvolvem certas formas de lidar com o problema que resultam com eles mas não resultam com os outros. Aqui ficam algumas soluções que o podem ajudar a enfrentar esse problema.

Compreenda o problema. O mais importante é entender que esse acontecimento é natural e nada de ruim pode acontecer com você.

Relaxe. Agora sabe que a paralisia dura uns momentos e nada do que você está a sentir é real, tente relaxar e tenha uma frase feita para esse momento, como por exemplo – “isso é a paralisia em alguns momentos acaba e eu estou bem”.

Não resista. Lutar contra a “força” que o está a prender pode intensificar a sensação e tornar a experiência mais assustadora.

Mexa o dedo do pé. Pode parecer estranho mas isso resulta com muitas pessoas. Tente mexer uma extremidade do corpo, como um dedo ou o pé. Concentre toda sua atenção em tentar mover o dedo do pé para a frente e para trás.

Depois de acordar, saia da cama e acenda uma luz. Lave o rosto com água fria. Se você continuar na cama, a chance de voltar para a paralisia do sono é bastante elevada.

Ver também: O que fazer para dormir melhor